Dois jovens viajaram de caiaque de Matinhos-PR até Ilhabela-SP por três semanas

> Publicado 22 fevereiro - Leitura Read

Os jovens Matheus Navarro e Arthur Aguiar são atletas e campeões do caiaque polo em Londrina, modalidade praticada em rios e lagos e nunca haviam se aventurado no mar.

                            
Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo

A dupla, moradora de Londrina, saiu de Matinhos no dia 25 de janeiro e chegou em Ilhabela-SP no dia 13 de fevereiro. Três semanas de muita aventura e lindas paisagens.

- Matinhos, a namoradinha do Paraná é linda por natureza 

- Ilha do Mel, o paraíso do litoral do Paraná

"A ideia surgiu quando o Arthur me chamou para fazer essa expedição, mas era quase que uma brincadeira, quase inimaginável, porque esse caiaque oceânico estava lá na escola de canoagem e remo de Londrina, lá não tem mar, então ele estava lá meio perdido", declara Matheus Navarro, de 25 anos, psicólogo e atleta do caiaque.

                        

Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo
                               
Dupla rema de caiaque do Paraná à São Paulo

Matheus afirma que ele e seu colega Arthur, também de 25 anos, estudante de Geografia, gostam de aventuras que tenham ligação com a natureza. "A gente gosta de acampamento, de picos de montanha, ir pra praia. 

                           

Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo

Então pensamos em juntar o caiaque com a paixão pela natureza."


- Guara-vermelho, a ave símbolo de Guaratuba


A viagem também surgiu com ideia de fazer um trajeto longo sem precisar de combustíveis, dependendo só do esforço. 

"Minha mãe tem uma casa em Ilhabela e meu pai em Matinhos, então bolamos o trajeto da casa do meu pai, até a casa da minha mãe", explica.

                          

Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo
                                 
Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo


A beleza natural caiçara foi sem dúvidas o ponto alto do trajeto. 

Cozinhando e dormindo em praias desertas, os dois seguiram pela costa entre Paraná e São Paulo.

"Não atrapalhamos o habitat dos animais, não destruímos nada. Pelo contrário, conhecemos vários universos diferentes, de beleza natural e culturas. Conhecemos desde o povo caiçara simples até milionários com iates", conta Matheus.

                        

Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo

                                   
"Não dá pra descrever tudo que a gente viu. Quando entramos ali em Superagui e foi entrando na lagamar, lugar que os rios se misturam com o mar.

 - Ilha de Superagui, um paraíso preservado                             

Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo

Tinha muito mangue, muito caranguejo e peixe. Vimos os pescadores com outra cultura, no meio do nada, só com gerador de energia. 

 

                             

Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo

Eles tem outro ritmo de vida, fomos muito bem recebidos em todos os lugares. A gente pode ver muitos animais também" finaliza Matheus.

 

                             

Eles remaram de caiaque entre Paraná e São Paulo


Uma bela viagem da dupla de Londrina que começou com um caiaque, coletes salva-vidas, feijoadas em lata e protetor solar e terminou com belas recordações.



Curiosidades:

Pescador encontra “vômito” de baleia avaliado em mais de R$ 7,4 milhões


Poluição causa fenômeno ‘tapete verde’ que cobre rio em Santa Catarina


Produção de mel azul intriga apicultores do Rio Grande do Sul


Um rio de águas ferventes no centro da Amazônia peruana


Mergulho no Lago das Águas-vivas - Qual é o real perigo?


Serpente marinha venenosa é resgatada com cesta de supermercado


Em decisão inédita, dois cães conquistam o direito de acionar seus ex-tutores na justiça


Estudo revela que bebês morcegos balbuciam como bebês humanos


Redação da Maré.

Anúncio




Páginas

Últimas notícias