O governo da Guiné declara oficialmente uma epidemia de ebola

> Publicado 15 fevereiro - Leitura Read

Esta é a primeira vez que a doença reaparece desde o pior surto de ebola no mundo, entre 2013 e 2016, que matou pelo menos 11.300 pessoas, sendo a maior parte dos casos identificados na Guiné, na Libéria e em Sierra Leoa.


                             
O governo da Guiné declara uma epidemia de ebola


“Diante desta situação e de acordo com os regulamentos internacionais de saúde, o governo da Guiné declara uma epidemia de ebola”, disse o ministro da Saúde, Remy Lamah, por meio de comunicado.


Após registrar pelo menos três mortes e quatro pessoas doentes no sudeste do país, Guiné declarou neste domingo (14) um novo surto de ebola. As pessoas doentes foram isoladas em centros de tratamento.


                               
O governo da Guiné declara uma epidemia de ebola


Segundo o Ministério da Saúde local, os sete pacientes manifestaram sintomas como diarreia, vômitos e sangramentos após participarem de um velório na subprefeitura de Goueke. 


A pessoa velada no dia 1º de fevereiro em Goueke era enfermeira num centro de saúde local e morreu após contrair uma doença não especificada. Ela chegou a ser transferida para tratamento em Nzerekore, cidade próxima da fronteira com a Libéria e a Costa do Marfim.


Houve um surto de ebola registrado entre 2013 e 2016 na África Ocidental que começou em Nzerekore e matou pelo menos 11.300 pessoas.


A proximidade às movimentadas fronteiras dificultou os esforços para conter o vírus. A maior parte dos casos identificados foram na Guiné, na Libéria e em Sierra Leoa. 


Vacina

Uma primeira vacina, fabricada pelo grupo norte-americano Merck Shape and Dohme, mostrou-se altamente protetora contra o vírus, segundo ensaio realizado na Guiné em 2015.


A OMS pré-qualificou esta vacina em novembro de 2019 para ser homologada. Mais de 300.000 doses foram administradas em uma campanha de vacinação direcionada durante a última epidemia na República Democrática do Congo.


Uma segunda vacina experimental, do laboratório norte-americano Johnson & Johnson, foi introduzida preventivamente em outubro de 2019 em áreas onde o vírus está ausente, e mais de 20.000 pessoas foram vacinadas.


O que é Ebola, como surgiu e como se proteger?

                                   
O governo da Guiné declara uma epidemia de ebola


Redação da Maré.

Anúncio




Páginas

Últimas notícias