No final de março a Sony deixará de vender produtos no Brasil

> Publicado 03 março - Leitura Read

TVs, câmeras digitais e equipamentos de áudio da marca deixarão de ser comercializados no Brasil.


Sony deixará de vender produtos no Brasil



Conforme havia anunciado em setembro de 2020, a Sony Brasil comunicou nesta segunda (1º) que iria encerrar suas atividades no país no final de março.

A lembrança ganhou contornos políticos nas redes sociais, com críticas ao governo Jair Bolsonaro (sem partido) na esteira do anúncio, em janeiro deste ano, do fim das atividades da Ford no Brasil.

Sem renda para a maioria do povo, sem mercado consumidor”, afirmou o deputado federal Jorge Solla (PT-BA).

Quando anunciou o fechamento da fábrica na Zona Franca de Manaus (AM), em setembro, a marca afirmou em nota que a decisão foi tomada “considerando o ambiente recente de mercado e a tendência esperada para os negócios”.

Como já estava previsto, as demais operações do grupo, que envolvem games, soluções profissionais, música e cinema, continuam.

Em dezembro do ano passado, a Mondial, marca brasileira de eletrodomésticos portáteis, anunciou a compra da unidade da Sony na em Manaus. A aquisição inclui tanto o espaço quanto os equipamentos da marca japonesa.

A empresa já possuía uma fábrica na região desde 2014, local onde são produzidos DVDs, caixas de som acústicas de média e alta potência, thunder, boombox e outros produtos de áudio e vídeo.

Nos últimos anos, o grupo japonês estava perdendo terreno para as coreanas Samsung e LG por não conseguir adaptar seus produtos às tendências de mercado, principalmente voltados para conectividade, como aparelhos de som portátil com conexão via bluetooth e smart TVs.

Redação da Maré.

Anúncio




Páginas

Últimas notícias