Demolição da obra polêmica em praia do porto

> Publicado 29 maio - Leitura Read

Trata-se da construção de um equipamento de apoio de praia localizado no areal, que está a gerar contestação por se tratar de uma estrutura em concreto armado (betão).

 

Demolição da obra polêmica em praia do porto

O ministro do Ambiente e Ação Climática de Portugal, João Pedro Matos Fernandes, disse esta sexta-feira que a obra em betão na Praia do Ourigo, no Porto, vai ser demolida, ou pelo dono ou pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

"Sim, [a estrutura] vai ser demolida. Vai ser retirada dali. Há duas entidades para fazer a demolição: ou o próprio proprietário procede à demolição ou a APA terá de o fazer. E isso implica contratar um empreiteiro. Não vai ser certamente em 15 dias, mas vai ser tão rapidamente quanto isso for possível", afirmou o ministro.

O governante falava aos jornalistas em Castelo Branco, à margem da inauguração do primeiro Posto de Carregamento Ultrarrápido (PCUR), instalado no âmbito do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) e financiado pelo Fundo Ambiental.

Em causa está a construção de um equipamento de apoio de praia localizado no areal da praia do Ourigo, no Porto, que está a gerar contestação por se tratar de uma estrutura em betão (concreto armado), e que levou várias forças políticas a pedir o embargo da obra.

Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias