O distanciamento social visto de dentro para fora

> Publicado 11 março - Leitura Read

Falar olhando nos olhos requer uma postura mais sincera entre as pessoas

                         

A distância social proporciona uma visão de dentro pra fora
                              
O distanciamento social visto de dentro para fora

O distanciamento social, como regra imposta na sociedade, tem proporcionado uma visão de dentro para fora, onde, literalmente, cada um precisa estar no seu quadrado.

Esta condição pode ser vista de forma positiva, principalmente quando o indivíduo passa a observar seu próprio espaço e a respeitar o limite do outro.

“Ficar a sós” tem ajudado pessoas a encontrarem seu próprio “eu” e também a perceberem que nem todas as pessoas que fizeram parte da sua rotina de "beijos e abraços" realmente queriam estar nela.


Se afastar e observar o comportamento alheio fez aumentar a percepção da realidade de como são as pessoas e como reagem quando as regras mudam. 


Muito embora, algumas pessoas tenham sido falsas abertamente, porque acreditam na necessidade dos outros de socialização, agora fica mais explícito quem está e quem não está preocupado com o outro.


Então, pensando bem, dos abraços que não foram dados, será que queriam dar? Dos sorrisos que não foram vistos, será que queriam sorrir? e dos encontros e visitas que não se teve, na verdade, será que queriam ter?


Digamos que a pandemia mostrou o lado oculto das pessoas.


Mas, não é difícil acreditar que muitas pessoas ainda conseguem ocultar quem realmente são. Sim, a vida ainda segue “normal”, enquanto o seu bem estar e os seus interesses não forem atingidos, ou elas se "solidarizam" com os menos favorecidos ou sentem um grande prazer em não fazer parte dessa maioria. 


A cultura da máscara


Definitivamente, o uso da máscara tem sido algo muito difícil para algumas pessoas, e ironicamente, é simples e salva mesmo suas vidas.


Não é pela dificuldade em respirar e falar… mas, pelo fato de esconder parte do rosto e deixar os olhos mais visíveis aos outros, sem filtro, sem maquiagem, as pessoas não querem se submeter a isso, acredito que se houvesse máscaras transparentes seguras, muitos iriam aderir ao uso.


As expressões faciais fazem parte da comunicação, da imposição do que se deseja que o outro entenda. Sem esta “liberdade de expressão”, os olhos se encarregam disso. 


A comunicação olho-a-olho é mais íntima do que qualquer outra. Os olhos dizem mais de alguém do que suas palavras. 

 

Durante esses novos tempos, muitos olhos se abriram por trás das máscaras, no silêncio dos seus pensamentos, no isolamento e distanciamento social, para novas experiências, novos relacionamentos, e viram quem e o que realmente vale a pena nesta vida.


Infelizmente, muitos olhos também se fecharam, não se distanciaram, não refletiram e não foram capazes de olhar o próximo com respeito.


Tiraram suas verdadeiras máscaras e não foram capazes de frear suas atitudes que acabaram contribuindo para que parte da humanidade fechasse seus olhos... para sempre.


Redação da Maré.

Anúncio




Páginas

Últimas notícias