Porto de Santos bate recorde configurando marca histórica em abril

> Publicado 31 maio - Leitura Read

Contêiner, açúcar e soja lideram a movimentação, abril marca também o quarto recorde consecutivo no ano.
Porto de Santos bate recorde e configura marca histórica em abril

O Porto de Santos bate novo recorde para o mês e a terceira maior marca mensal da história do complexo portuário, totalizando 13,7 milhões de toneladas em abril, 1,7% acima do mesmo período do ano passado.


As duas outras são os meses de março deste ano (com 15,2 milhões de toneladas) e agosto de 2020 (com 13,7 milhões de toneladas).


Segundo o diretor de Operações, Marcelo Ribeiro, os números demonstram que o trabalho para a evolução da eficiência do Porto de Santos vem se consolidando ano a ano. 


“É gratificante observar esses resultados, quando se trabalha intensamente para fazer do Porto de Santos uma ferramenta estratégica e eficiente do comércio exterior brasileiro, junto com nossos terminais, operadores portuários e demais agentes públicos e privados que atuam no complexo. 


O Porto de Santos vem demonstrando que consegue crescer apesar da pandemia, contribuindo para a retomada econômica do País”, avalia Ribeiro.


O porto já vem batendo seus recordes desde o início de 2021, janeiro, fevereiro e março também superaram as próprias marcas.


Os maiores crescimentos foram verificados nos embarques de soja em grãos, com 5,0 milhões de toneladas (+9,2%), e de açúcar, com 1,3 milhão de toneladas (+16%). 


Nos dois fluxos, sobressaiu-se a carga conteinerizada, com 382,2 mil TEUs, alta de 6,6%, registrando a sua melhor marca para o mês de abril. 


Já a queda nas importações decorreu, principalmente, da diminuição das descargas de adubo, 345,2 mil toneladas (-26,0%) e enxofre, 192,4 mil toneladas (-38,5%).


Os granéis sólidos atingiram 7,5 milhões de toneladas, alta de 1,3% sobre o mesmo período de 2020. 


Os granéis líquidos somaram 1,5 milhão de toneladas, redução de 9,2% sobre o resultado de abril de 2020. 


A carga geral solta totalizou 556,1 mil toneladas, avanço de 7,9% sobre o mesmo mês do ano passado.


No acumulado do ano, a movimentação de cargas atingiu 49,0 milhões de toneladas, ficando 8,3% acima do resultado do primeiro quadrimestre de 2020 (45,3 milhões de toneladas), conferindo novo recorde para o período. 


Os embarques somaram 35,2 milhões de toneladas, alta de 9,6% sobre o mesmo período do ano anterior (32,1 milhões de toneladas). 


As descargas cresceram 5,1%, totalizando 13,8 milhões de toneladas, contra 13,1 milhões de toneladas em 2020, numa clara retomada das importações.


O fluxo de navios, apesar do substancial aumento de cargas, registrou o total de 1.588 atracações, apontando queda de 2,8% em relação aos quatro primeiros meses de 2020 (1.634), caracterizando a vinda para Santos de embarcações de maior porte que permitem atingir um maior nível de produtividade nas operações portuárias.



Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias