As atividades fazem parte das exigências da Licença Ambiental de Operação do Porto de Paranaguá, emitida pelo Ibama.

                               
Portos do Paraná conclui campanhas ambientais internas

Portos do Paraná conclui campanhas ambientais internas

A Diretoria de Meio Ambiente da Portos do Paraná concluiu as campanhas internas voltadas para economia de energia, da água e o correto gerenciamento do lixo, exigidas pelo Ibama. 

Realizadas dentro do Programa de Educação Ambiental executado pela empresa pública, as ações começaram em fevereiro e envolveram todos os funcionários.


“Nossas equipes passaram por todos os setores para divulgar a campanha e suas etapas, ao longo dos meses. 


Além dos cartazes fixados em pontos estratégicos, uma breve palestra foi dada aos colaboradores para ampliar a compreensão e a importância das boas práticas, não só na empresa pública, mas também em casa”, destaca a bióloga e analista portuária Jaqueline Dittrich.


O primeiro enfoque foi a importância de economizar energia elétrica. 


O objetivo foi relembrar os colaboradores de ações simples que fazem uma grande diferença para o Meio Ambiente. “Desligar o ar-condicionado, lâmpadas e até as telas dos computadores, quando não estiverem utilizando. 

 

São atividades do nosso dia-a-dia que reduzem o consumo de água, já que as hidrelétricas são responsáveis pela maior parte da energia produzida no país”, explica Tiago Mafra, oceanógrafo da Cia Ambiental, que atua no Porto de Paranaguá.


Também pensando no consumo consciente deste recurso natural, a campanha abordou formas de diminuir o desperdício de água. 


Foram afixados, em todos os banheiros, cartazes solicitando o fechamento correto das torneiras e informando sobre formas de economizar.


Com o tema “Evite o Desperdício. A Economia é de Todos”, os materiais informam que apenas 10 minutos de mangueira ligada correspondem a 186 litros de água; cinco minutos de banho equivalem a 45 litros de água; e uma torneira gotejando chega a desperdiçar 40 litros de água por dia – o equivalente a dois galões grandes de água mineral.


O correto gerenciamento de resíduos sólidos, com foco em produtos utilizados pelos colaboradores durante o horário de expediente, encerrou a campanha e esclareceu sobre a correta destinação de Recicláveis (papel, papelão, plástico, metal e vidro), Não-recicláveis (resto de comida, marmita, papel-toalha, guardanapo e máscara usada), e produtos que devem ser descartados em lixeiras diferenciadas da Diretoria de Meio Ambiente, como pilhas e baterias.


Segundo Pedro Pisacco, coordenador de Comunicação, Educação e Sustentabilidade, a escolha dos temas teve como foco medidas que possuem um impacto na economia de energia e de recursos naturais.


“Cumprem com parte do 6º Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, que prega o uso racional da água; do 7º, que foi instituído para assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos, envolvendo o estabelecimento de metas para a utilização de fontes limpas de energia, bem como a redução de seu consumo; e parte do 12º ODS, que inclui o cuidado com resíduos sólidos”, disse.


A Portos do Paraná é signatária dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, uma agenda mundial estabelecida pela Assembleia Geral das Nações Unidas.


Fonte: Portos do Paraná