Multinacional francesa faz investimento bilionário em Suape

> Publicado 02 junho - Leitura Read

O projeto é da empresa Qair Brasil, de origem francesa, que tem como principal atividade a produção independente de energia elétrica a partir de fontes alternativas.


Multinacional francesa faz investimento bilionário em Suape

O governador Paulo Câmara anunciou, nesta sexta-feira (28.05), que Pernambuco iniciou estudos de viabilidade técnica e econômica para implantação de uma planta de produção de hidrogênio verde no Porto de Suape. 

A iniciativa, nomeada de Planta de Hidrogênio Verde Pernambuco, prevê a instalação de quatro conjuntos de eletrolisadores de água em áreas localizadas no Porto de Suape, em quatro fases de implantação. Quando consolidado, o empreendimento pode vir a se transformar no segundo maior da história do Estado.

“Uma das gigantes mundiais na produção de energias renováveis está aportando em Suape para instalar uma planta que vai gerar o chamado hidrogênio verde, um insumo valioso para o setor industrial. É um investimento que pode chegar a três bilhões e oitocentos milhões de dólares, o equivalente a mais de 20 bilhões de reais. Mais um grande empreendimento que vai criar empregos e renda no nosso Estado”, reforçou Paulo Câmara.

Com alto potencial para geração de energia sem emissão de gás carbônico, o hidrogênio verde (H2V) é obtido a partir da usina de eletrólise que separa o oxigênio e o hidrogênio da água. É chamado de verde porque a usina que o produz funciona a partir de fontes de energia 100% renováveis.

O H2V é insumo para muitas indústrias, já existindo até como combustível para veículos. Também é utilizado para produzir amônia, um dos principais fertilizantes para o agronegócio, do qual o Brasil é um importante consumidor.

“O governo de Pernambuco tem um trabalho ativo nas políticas de atração de investimentos com prioridade para os que ajudam o planeta a reduzir as emissões de carbono. Receber em Suape uma planta da Qair Brasil, que nos foi apresentada pelo empresário Ítalo Renda, foi tratada como uma prioridade pela nossa equipe. Um investimento de bilhões de dólares, que trata da economia do futuro e amplia ainda mais a nossa matriz de geração de energia por fontes renováveis. Nosso Estado é o melhor lugar para esse investimento, inclusive pela visão estratégica de Suape”, pontuou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Julio.

A planta em Pernambuco vai dispor dos processos combinados de eletrólise, bombeamento e liquefação, permitindo o envio do produto para longas distâncias, além da reforma de gás natural. “Esse projeto mostra a capacidade do Complexo de Suape e sua diversidade em abraçar indústrias de vários tipos. Estamos de olho no futuro, já que o hidrogênio verde é uma inovação mundial, tem grande potência de investimento, sustentabilidade e desenvolvimento da economia verde”, comentou o diretor-presidente de Suape, Roberto Gusmão.

“Foi uma agradável surpresa para nós o comprometimento e a agilidade com que o Governo de Pernambuco acolheu nossa demanda. Gostamos de parcerias assim. Acredito que esse será o primeiro de outros projetos que podemos vir a desenvolver em Pernambuco”, afirmou Jorge Borrell, CEO da Qair Brasil.
Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias