Baixas temperaturas influenciam diretamente no sistema vascular

> Publicado 20 julho - Leitura Read

Com a baixa temperatura, ocorre uma contração dos vasos sanguíneos chamado vasoconstrição ( uma defesa do organismo para evitar a perda de calor).

                    
As baixas temperaturas influenciam diretamente no sistema vascular

No inverno, a atenção à saúde deve ser redobrada, pois as baixas temperaturas influenciam diretamente no sistema vascular, agravando a hipertensão arterial, a isquemia cardíaca, varizes e levando a desenvolver outras doenças vasculares como o fenômeno de Raynaud. 


Com a vasoconstrição, o sangue tem mais dificuldade para circular e chegar às partes extremas do corpo, como mãos, pernas e pés.


Fatores preexistentes como a obesidade, colesterol alto, diabetes e tabagismo também contribuem para o surgimento de doenças cardiovasculares.


Fenômeno de Raynaud 

                             
Baixas temperaturas influenciam diretamente no sistema vascular

Descrito por Maurice Raynaud, em 1862), o fenômeno acontece quando o estreitamento dos vasos sanguíneos reduz o fluxo sanguíneo para as extremidades e determina uma diminuição da oxigenação dos tecidos. 


"A pele pode ficar fria, pálida ou cianótica (arroxeada)”


Sintomas como dor e formigamento persistentes, além de feridas nos dedos, devem alertar para a necessidade de avaliação com um cirurgião vascular, pois denota maior gravidade do quadro. 


A proteção inadequada às baixas temperaturas pode fazer com que a vasoconstrição seja tão intensa a ponto de prejudicar a circulação normal do sangue em determinada região do corpo, levando a amputações e/ou até a morte.

 

O fenômeno de Raynaud na amamentação

Baixas temperaturas influenciam diretamente no sistema vascular

É a vasoconstrição nos mamilos, levando a uma parada da circulação sanguínea por um breve período de tempo na região.


Os principais sintomas são mamilo esbranquiçado após a mamada e dor/ardência com sensação de fisgadas e desconforto no local.


O uso de compressas mornas no local até o retorno da circulação, alívio da dor. A temperatura fria piora os sintomas.


Em casos mais graves, em que não há melhora dos sintomas, o médico deverá indicar tratamento medicamentoso.

 

Exercícios físicos

As principais dicas para a diminuição desse risco são manter as mãos e os pés agasalhados, a hidratação corporal, evitar bebidas alcoólicas, tabagismo, o uso de roupas muito apertadas e principalmente, não deixar de fazer caminhadas, mesmo dentro de casa, exercícios na ponta dos pés com extensão e flexão, assim como movimentos para alongar as pernas, mesmo estando sentado.


Nas baixas temperaturas, o aquecimento e o alongamento antes das atividades físicas são indispensáveis. 


Também é indicado acompanhar a frequência cardíaca, pois é comum que no frio o coração trabalhe mais intensamente para manter o calor do corpo. 


Então, ao perceber que os batimentos estão muito acelerados, deve-se fazer uma pausa ou diminuir o ritmo das atividades.


Os exercícios físicos são aliados na manutenção da circulação sanguínea. É importante que, mesmo no inverno, as pessoas pratiquem exercícios físicos regularmente em casa, para evitar o comprometimento da circulação sanguínea, sobretudo as que têm predisposição à trombose venosa profunda.

 

Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias