Governo assina contrato que libera movimentação para o Porto em Aracruz

> Publicado 08 julho - Leitura Read

A Imetame Logística Porto já havia dado início às obras em 21 de junho com uma celebração religiosa com momentos de agradecimentos e homenagens.

                            
Governo assina contrato que libera movimentação para o Porto em Aracruz

O contrato que libera movimentação de vários tipos de carga no Porto em Aracruz, no Espírito Santo, foi assinado nesta quarta-feira (7) pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.


A Imetame deu início às obras em 21 de junho com uma celebração religiosa e seguiu com momentos de agradecimentos e homenagens. 


Como ato simbólico do início da construção dos quebra-mares, foram colocadas no mar duas grandes pedras, uma lançada pelo fundador da Imetame, Etore Cavallieri e outra pelo Governador do Estado, Renato Casagrande.


A Construção em Aracruz 

Com a assinatura do aditivo do contrato de adesão da Secretaria de Portos (SEP), que inclui o cronograma de obras aprovado pela ANTAQ, e a autorização do Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU), a Imetame pode iniciar as obras marítimas com a construção dos quebra-mares.


As pedras estruturais para os quebra-mares foram extraídas da própria pedreira da Imetame, localizada em Córrego das Pedras, área rural de Aracruz-ES. 


Já foi realizada a terraplanagem da área, a aquisição de equipamentos e todo preparativo para início das obras do Porto.


Oportunidade de trabalho

A previsão é de que as obras de instalação do empreendimento aconteçam ao longo de três anos, e nesse período serão criadas novas oportunidades de trabalho.


"Estimamos que, no momento de pico das atividades, haverá cerca de 650 vagas diretas no canteiro de obras. 


Por enquanto, as obras estão em fase inicial, e as vagas serão divulgadas à medida em que surja cada oportunidade", disse a Imetame. 


O Complexo 

O empreendimento, com investimento na ordem de R$1,7 bilhão, tem como conceito um Complexo de Terminais Privados modelado para atender os mais diversos setores produtivos, oferecendo terminais especializados para diferentes tipos de cargas, como contêiner, carga geral e grãos.


Com profundidade de 17 metros, o Complexo Portuário poderá receber navios de longo curso, com calado de até 16,5 metros, permitindo a operação segura de navios de grande porte, que hoje ainda não operam de forma eficiente no Brasil.


A localização estratégica fortalece o empreendimento como uma excelente solução logística portuária, que está às margens da ES-010, a menos de 80km de Vitória, o Porto terá uma conexão ferroviária a 3 km com a estrada de ferro Vitória a Minas (EFVM).


Próximo a diversas outras rodovias, incluindo a BR-101, o Complexo Portuário está ao lado de uma área de 5 milhões de m² com vocação para implantação de uma plataforma logística e industrial.


Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias