Pode haver neve no Sul, mas geada deve prevalecer no fim de semana

> Publicado 16 julho - Leitura Read

Uma forte massa de ar frio de origem polar vai avançar sobre o Brasil neste fim de semana, 17 e 18 de julho de 2021 e promete gelar (ou congelar) o centro-sul do país.

                          
Pode haver neve, mas geada deve prevalecer no fim de semana

A possibilidade de neve volta a ser considerada, mas a geada deve prevalecer como principal fenômeno no Sul, devido a forte queda da temperatura que começa a ocorrer na madrugada de sexta para sábado, 17, e se acentua no domingo. 


A presença de um ciclone extratropical no oceano, próximo da costa do Rio Grande do Sul e do Uruguai vai manter um fluxo de umidade sobre o Sul do Brasil em parte dos dias 17 e 18 de julho.

 

A atmosfera muito fria (entrada de ar gelado, de origem polar) e úmida (circulação do ciclone extratropical joga umidade para o Sul do Brasil) poderá proporcionar condições favoráveis para a formação de neve e/ou de outros tipos de precipitação invernal. 


A neve é uma precipitação sólida, isto é, a neve cai de uma nuvem e  para formar nuvens é preciso ter bastante umidade.

 

Qual a chance de nevar nos próximos dias?

 

A chance de nevar , ou de ocorrer alguma precipitação de inverno, como chuva congelada,  é considerada apenas para madrugada e amanhecer do dia 18 de junho, domingo, e somente para as regiões mais elevadas da serra entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

 

A possibilidade de nevar no dia 18 de julho é baixa. A análise da simulação dos modelos meteorológicos indicou até agora apenas este dia e período.

 

No período entre  24 e 29 de julho, espera-se o avanço de uma segunda frente fria, também de forte intensidade, que vai acender novamente a possibilidade de nevar no Sul do Brasil.

 

Até agora, a menor temperatura registrada oficialmente no Brasil este ano foi de -7,5°C em 29 de junho, em Bom Jardim da Serra, na serra de Santa Catarina, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, e de -6.5ºC em Urupema, também na serra catarinense, no mesmo dia, pela medição do Epagri/Ciram.

Com informações da Climatempo 


Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias