Veleiro autônomo não tripulado conclui travessia de São Francisco ao Havaí

> Publicado 09 julho - Leitura Read

Durante a viagem de 28 dias, o Saildrone Surveyor navegou 2.250 milhas náuticas e mapeou 6.400 milhas náuticas quadradas do fundo do mar.

                             
Veleiro autônomo não tripulado conclui travessia de São Francisco ao Havaí

O veleiro autônomo e não tripulado Saildrone Surveyor chegará hoje a Honolulu após uma viagem inaugural e inovadora de São Francisco ao Havaí. 


Embora as travessias oceânicas não representem uma novidade para os veículos autônomos de superfície, o Saildrone Surveyor é uma classe nova e muito maior de veículo otimizada para o mapeamento das profundezas do oceano. 


Usando energia renovável eólica e solar como principal fonte de energia, o Saildrone Surveyor é o único veículo no mundo capaz de realizar operações de mapeamento de oceanos não tripuladas e de longa duração. 


Os dados valiosos que o veículo coleta ajudarão a abordar questões que afetam nosso mundo, incluindo mudanças climáticas, energia eólica offshore, gestão de recursos naturais e segurança marítima.


Medindo 22 metros de comprimento e pesando 14 toneladas, o Saildrone Surveyor dispõe de uma sofisticada gama de instrumentos acústicos, normalmente transportados por grandes navios de pesquisa tripulados. 


Os sensores do Surveyor examinam a coluna de água observando os ecossistemas submersos e mapeiam o fundo do mar em alta resolução até uma profundidade de 23 mil pés (7.000 m).


Os dados multifeixe do Saildrone Surveyor foram calibrados e avaliados por uma equipe externa da Universidade de New Hampshire (UNH), que habitualmente calibra grandes embarcações de pesquisa do governo. 


"Os dados do Surveyor são de altíssima qualidade, tão boa quanto qualquer coisa que já observamos de um navio", disse Larry Mayer, diretor do Centro de Mapeamento Costeiro e Oceânico da UNH (CCOM). 


"Devido à natureza do veículo movido a energia eólica, ele é muito silencioso, o que permite medições acústicas muito precisas, necessárias para fazer o mapeamento a essas profundidades."


O oceano cobre mais de 70% do planeta, no entanto mais de 80% permanece não mapeado e inexplorado. 


A escassez de exploração oceânica se deve em grande parte ao alto custo de acesso aos nossos oceanos, tradicionalmente realizado por navios de grande porte. 


O custo de construção desses navios pode chegar a centenas de milhões de dólares e a centenas de milhares de dólares por dia para operar. 


O Saildrone Surveyor representa uma mudança de paradigma no custo do acesso ao oceano, executando o mesmo trabalho de um navio de pesquisa, mas por uma fração do custo e da pegada de carbono.


"Esta viagem inaugural bem-sucedida representa uma revolução em nossa capacidade de entender nosso planeta", disse Richard Jenkins, fundador e CEO da Saildrone.  


"Solucionamos o desafio de operações marítimas remotas confiáveis de longo alcance e de grande carga. 


A pesquisa offshore agora pode ser realizada sem a necessidade de um grande navio e tripulação; isso muda completamente a economia operacional para nossos clientes. 


Com base nessa conquista, estou entusiasmado para aplicar a tecnologia do Saildrone Surveyor a outros mercados normalmente reservados para navios de grande porte, como aplicações de segurança e defesa nacional. 


As implicações de uma solução de baixo carbono para essas missões marítimas críticas são significativas."


Com esta viagem de prova de conceito bem-sucedida, a Saildrone, Inc. da Califórnia, construirá agora uma frota de Surveyors a ser fabricada em estaleiros dos EUA. 


A empresa pretende mapear por completo os oceanos da Terra nos próximos dez anos.


A Saildrone é uma pequena empresa dos EUA que projeta, fabrica e opera uma frota dos veículos de superfície não tripulados (USVs) mais capazes, comprovados e confiáveis do mundo. 


Predominantemente movidos a energia eólica e solar, os USVs da Saildrone têm uma pegada de carbono mínima e são equipados com sensores avançados e tecnologia ML para transmitir dados críticos e inteligência de qualquer oceano, em qualquer época do ano. 


Entre as soluções estão reconhecimento do domínio marítimo, dados oceânicos e mapeamento oceânico. 


As operações do Saildrone e os serviços de coleta de dados são criptografados e seguros. 

 

Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias