Porto Itapoá pode antecipar expansão e superarar a marca de 2 milhões de TEUs/ano

> Publicado 11 agosto - Leitura Read

O Porto vem sendo um importante elo na cadeia de abastecimento do Brasil com os mercados internacionais e na cabotagem com a retomada da economia global.

                         
Porto Itapoá pode antecipar etapa de expansão e superar a marca de 2 milhões de TEUs/ano

Com a crescente demanda, o Porto de Itapoá planeja a nova etapa de expansão para superar a marca de 2 milhões de TEUs por ano, que está orçada em R$1,5 bilhão e tem previsão de conclusão em cinco anos. 


Alta demanda

Frente a este cenário, o Terminal registrou um aumento de 41,3% nas importações no primeiro semestre de 2021. Foram quase 70 mil contêineres contra 48 mil no mesmo período de 2020. 


As exportações foram 8,5% maiores que no mesmo período do ano anterior: quase 50 mil contêineres em 2021 contra 45 mil em 2020.


Nas cargas de cabotagem houve um crescimento de 9,7%. Foram mais de 15 mil contêineres neste primeiro semestre de 2021 contra pouco mais de 13 mil movimentados neste período em 2020. 


Considerando a movimentação total, o Porto Itapoá teve um aumento de 11,3%: 238 mil contêineres em 2021 contra 214 mil nos primeiros seis meses de 2020.


Localização e Logística

Com 10 anos de operação completos em junho de 2021, o Porto Itapoá é um dos maiores e mais importantes do Brasil e é considerado um dos terminais mais ágeis e eficientes da América Latina. 


Entre os diferenciais estão sua localização estratégica no litoral Norte de Santa Catarina e a capacidade de receber os maiores navios em operação no Brasil. 


O Porto Itapoá está posicionado entre as regiões mais produtivas do Brasil, contemplando importadores e exportadores de diversos segmentos empresariais.


Do total de cargas movimentadas pelo Porto Itapoá cerca de 50% são de empresas de outros estados na importação de eletrônicos, entre outros itens. 


Outra parte é de cargas de companhias de Santa Catarina, incluindo automóveis e autopeças, motores elétricos, metal mecânica, linha branca e exportação de carga frigorificada, atendendo a forte agroindústria do Estado. 


Outra operação em que o Porto Itapoá vem sendo reconhecido é o de cargas especiais chamadas BreakBulk, como foi o caso da exportação de duas lanchas de grande porte para os Estados Unidos.


Investimentos no complexo portuário da Babitonga devem incluir a dragagem de aprofundamento do canal de acesso à baía até 2022. 


Essa obra vai ampliar de 14 metros para 16 metros a profundidade do calado dos navios, permitindo receber grandes embarcações de até 400 metros.


Com essa demanda crescente, o Porto Itapoá já planeja a nova etapa de expansão que está orçada em R$1,5 bilhão e tem previsão de conclusão em cinco anos. 


Com isso, a capacidade de movimentação anual de até 1,2 milhão de TEUs (unidade de medida de contêineres) vai superar a marca de 2 milhões de TEUs por ano.


Fonte: Porto Itapoá


Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias