18 de setembro - Dia Mundial da Limpeza de Rios e Praias

> Publicado 13 setembro - Leitura Read

O Dia Mundial da Limpeza, com os diferentes nomes e identidades visuais de cada país, é um dos movimentos de cuidado com o Planeta mais inspirador e efetivo que existe. 

                               
18 de setembro - Dia Mundial da Limpeza de Rios e Praias


 

O Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias (DMLRP) acontece sempre no terceiro sábado de setembro desde 1986 e coincide com o final do verão no hemisfério norte.


Ou seja, devido aos meses mais quentes, as áreas públicas como parques e praias recebem um aumento significativo de visitantes e por consequência esses locais acabam ficando mais sujos e poluídos e o sentido da ação nesse período se torna mais efetivo.


O Ocean Conservancy – Centro para a Conservação da Vida Marinha, foi o primeiro movimento organizado no mundo a realizar campanhas de limpeza em cidades costeiras.


Contudo, o Dia Mundial da Limpeza com seus diferentes nomes e identidades visuais de acordo com o país de origem é um dos movimentos globais de cuidado com o Planeta mais inspirador e efetivo que existe. 


Ele cria momentos de conexão e reflexão onde pessoas se unem para despoluir os lugares onde vivem, frequentam, praticam atividades físicas, de lazer ou esportivas e muito mais. 


A ideia é simples, voluntários atuam na limpeza da sua comunidade, transformando o ambiente em um local mais agradável e saudável para se viver.


Sabe-se que os resíduos jogados na praia chegam aos mares e podem poluir o ecossistema costeiro (manguezais, costões rochosos, recifes, pradarias marinhas), ou seja, prejudica a vida marinha de várias formas, inclusive, pode matar alguns animais que utilizam esses ambientes para refúgio, alimentação ou reprodução.


Algumas dicas para manter a praia limpa:


- Descarte o lixo no lugar mais adequado possível;

- Quando você for à praia, tome cuidado com o seu lixo, leve sua sacolinha para jogar o lixo que você produziu (não deixe o vento levar);

- Prefira sempre canudos, talheres e copos reutilizáveis, evite descartáveis;

- Se possível, adote sacolas retornáveis, evite as sacolas plásticas distribuídas nos supermercados (utilize caixas).

- Pilhas usadas não se colocam no lixo comum, descarte em ponto de coleta na sua cidade.

- Procure separar o lixo recicláveis e não recicláveis;

- Quando possível tente separar lixo orgânico do lixo seco;

- Se possível, encaminhe os resíduos recicláveis para pessoas/associações que vivem da comercialização destes materiais.


Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias