Navio-petroleiro atraca em porto com baleia morta presa à proa

> Publicado 24 setembro - Leitura Read

Tão impressionante quanto a cena é o fato da tripulação não ter notado a colisão com o animal em alto-mar ou a presença dele no casco até a chegada à costa.

                            
Navio-petroleiro atraca em porto com baleia morta presa à proa


 

Um navio-petroleiro atracou no porto de Mizushima, na cidade japonesa de Kurashiki, com uma baleia morta de quase 10 m de comprimento presa à proa. 


A imagem chocante foi registrada na última segunda-feira (20), por volta das 15h do horário local (3h da manhã no horário de Brasília).


Tão impressionante quanto a cena é o fato da tripulação não ter notado a colisão com o animal em alto-mar ou a presença dele no casco até a chegada à costa.


Em declaração ao jornal Yomiuri Shimbun, um porta-voz do Departamento da Guarda Costeira de Mizushima disse "nunca ter ouvido falar de uma baleia nessa situação".


De acordo com autoridades locais, os petroleiros japoneses partiram do litoral da cidade de Chiba em direção ao Oceano Pacífico — onde em algum ponto ocorreu o atropelamento. 


Em seguida, as embarcações retornam para atracar no porto de Mizushima.


Apesar do incidente, o navio não apresentou danos significativos. A Prefeitura de Kurashiki promete estudar medidas para evitar esse tipo de ocorrência no futuro.


O Instituto de Pesquisa de Cetáceos de Tóquio acredita que a carcaça presa à proa do petroleiro pertence a uma baleia-comum, também chamada de baleia-fin, com base no padrão da superfície corporal do animal.


A espécie é classificada como vulnerável pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, da sigla em inglês).


Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias