Bonito (MS) sedia primeiro museu subaquático de água doce do Brasil

> Publicado 28 outubro - Leitura Read

Localizado a quatro metros de profundidade, o novo atrativo integra turismo, meio ambiente e arte com a natureza.

                             
Bonito (MS) sedia primeiro museu subaquático de água doce do Brasil


A cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul, inaugurou o primeiro museu subaquático de água doce do Brasil, localizado em um grande lago na Nascente Azul, com cerca de 4 metros de profundidade.


O local oferece aos turistas que visitam o atrativo a integração da arte com a natureza, além de trazer a possibilidade de expressões artísticas relacionadas ao meio ambiente.

                              

Bonito (MS) sedia primeiro museu subaquático de água doce do Brasil

 

Em sua primeira exposição, os mergulhadores podem conferir os contrastes através do surrealismo e da utilização de símbolos visuais, com o objetivo de estimular a reflexão aos visitantes.

                               
Bonito (MS) sedia primeiro museu subaquático de água doce do Brasil


Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, a iniciativa conversa com as ações do governo federal em prol da revitalização do ecoturismo náutico brasileiro. 

                              
Bonito (MS) sedia primeiro museu subaquático de água doce do Brasil


“Este atrativo se soma ao que já vínhamos desenvolvendo no que se refere ao turismo náutico em nosso país. São iniciativas assim, aliadas à sustentabilidade e ao meio ambiente, que ajudarão no desenvolvimento e impulsionaram o nosso setor, que é tão rico e propenso a esta prática”, disse o ministro.


Naufrágios


Além destas obras de artes em Bonito, o Brasil possui em seu litoral cerca de 20 mil naufrágios que datam desde a época do descobrimento do Brasil, de acordo com o levantamento publicado no livro Naufrágios do Brasil: Uma cultura submersa, de José Carlos Silvares. 
                                 

Naufrágios do Brasil
Naufrágio Pinguino
   

Muitos dos navios naufragados na costa brasileira podem ser visitados por meio do mergulho, como é o caso do Pinguino, localizado na cidade fluminense de Angra dos Reis e o Nau Corveta, em Fernando de Noronha.

                                 

Naufrágios do Brasil
Nau Corveta


No litoral brasileiro também há embarcações que foram naufragadas propositalmente para se tornarem atrativos turísticos, como os três pequenos rebocadores a poucos quilômetros da praia de Boa Viagem, em Recife: O Lupus, o Minuano e o Servemar X. 

                                 
Naufrágios do Brasil

                                   

As embarcações, construídas em 1955, estão a cerca de 30 metros de profundidade e sua estrutura ainda está bem preservada. 


Em 2019, a Embratur, o Ministério do Meio Ambiente, a Marinha e o ICMBio afundaram os navios, Riobaldo e Natureza, na costa de Tamandaré, no litoral sul do estado.

                             
Naufrágios do Brasil
Riobaldo e Natureza


A cidade de Guarapari (ES) também é referência para a prática do mergulho. 


Os turistas que anteriormente visitavam a cidade para conhecer a Igreja Matriz, construída em 1585, e a Casa da Cultura, erguida no século XVIII, desenvolveram também o desejo de conhecer as embarcações históricas que estão submersas no litoral da cidade. 


O navio cargueiro britânico Bellucia, que é um dos principais visitados, está a 20 metros de profundidade e mostra um pouco das embarcações de grande porte do século XX.

                               

Naufrágios do Brasil
Hélice do navio cargueiro britânico Bellucia, afundado em Guarapari em 1903


O Turismo de Natureza foi responsável por motivar a viagem de 18,6% dos turistas internacionais, em 2019, registrando o maior índice dos últimos cinco anos. 


No mesmo ano, o IBGE apontou que cerca de 1,5 milhão de turistas brasileiros viajaram dentro do país motivados pela aventura e natureza, o que representa 26% das viagens realizadas a lazer. 


Entre os destinos mais procurados, atualmente, para Turismo em Natureza estão: 

  • Foz do Iguaçu (PR), 

  • Rio de Janeiro (RJ), 

  • São Paulo (SP), 

  • Angra dos Reis (RJ) 

  • e Florianópolis (SC).


O Ministério do Turismo lançou, neste ano, a campanha “Turismo em Natureza”. Com o slogan “Viaje pelo Brasil. Gigante pela própria natureza”, as peças publicitárias têm como foco a experiência do viajante e retratam a importância de se praticar um turismo consciente, sustentável e seguro no momento de retomada das atividades turísticas. 


Todo o material, que inclui cards, vídeos, entre outros, pode ser conferido em mídias digitais e sites do trade turístico.


Fonte: Ministério do Turismo

Redação da Maré.

Anúncio




Páginas

Últimas notícias