SP - ‘Operação Relíqua’ fiscalização de cargas perigosas no Porto de Santos foi concluída

> Publicado 11 outubro - Leitura Read

A operação teve início no dia 27 de setembro e, segundo o Ibama, obteve os resultados esperados.

                            
‘Operação Relíqua’ fiscalização de cargas perigosas no Porto de Santos foi concluída


 

A Operação Reliqua 2021, que teve como objetivo a fiscalização de produtos perigosos no Porto de Santos, foi concluída oficialmente na sexta-feira (8), com uma reunião entre a Santos Port Authority (SPA) e o (Ibama) Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.


Foram realizadas vistorias em 42 terminais do porto organizado, dez empresas fora da área de jurisdição da SPA e em instituições do polo industrial de Cubatão.

                                  
‘Operação Relíqua’ fiscalização de cargas perigosas no Porto de Santos foi concluída


De acordo com o presidente da SPA, Fernando Biral, a realização da operação reforça a segurança do Porto de Santos: ‘’Tenho certeza de que esta ação servirá de referência para o resto do Brasil. 


Agradecemos a participação de todos nesta operação importantíssima que visa construir uma maior segurança nas operações do porto. 


A autoridade portuária sempre irá apoiar e estar à disposição”, concluiu Biral.


Além da presença de membros da SPA e do Ibama, a reunião contou com a participação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), da Capitania dos Portos de São Paulo, do Exército Brasileiro e de órgãos municipais de Santos (Defesa Civil e Secretaria de Meio Ambiente).

                                 
‘Operação Relíqua’ fiscalização de cargas perigosas no Porto de Santos foi concluída


A operação teve início no dia 27 de setembro e, segundo o Ibama, obteve os resultados esperados, com o cumprimento das vistorias e a participação das equipes compostas pela SPA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antaq, ANTT, Exército, Capitania dos Portos, Receita Federal e Corpo de Bombeiros.


De acordo com os órgãos participantes, foi observada uma evolução dos terminais em relação às condições adequadas de movimentação de cargas perigosas em comparação a edição de 2020, gerando cada vez mais segurança para a relação porto-cidade. 

                                   
‘Operação Relíqua’ fiscalização de cargas perigosas no Porto de Santos foi concluída


A Operação Reliqua 2021 constatou mais uma vez, assim como em 2020, que as operações no Porto de Santos são seguras.


Redação da Maré.

Anúncio






Últimas notícias