Aeronave de teste Airbus A319Neo, opera com combustível 100% sustentável

> Publicado 03 novembro - Leitura Read

O primeiro estudo de voo da aeronave foi lançado pelo Ministério dos Transportes da França em parceria com  a Safran. 

                     
Aeronave de teste Airbus A319Neo, opera com combustível 100% de sustentável


Durante o teste de voo realizado, o motor CFM LEAP-1A de uma aeronave de teste Airbus A319Neo, operou com 100% de combustível de aviação sustentável SAF (Sustainable Aviation Fuel, da sigla em inglês SAF) não misturado, sobre a região de Toulouse em 28 de outubro. 


Os resultados iniciais dos testes de solo e de voo eram esperados para 2022.


O SAF sem misturas é fornecido pela Total Energies. Ele é feito a partir de ésteres hidroprocessados e ácidos graxos (HEFA – Hydroprocessed Esters and Fatty Acids), que consiste principalmente em óleo de cozinha usado, bem como outras gorduras residuais. 


O HEFA é feito de hidrocarbonetos parafínicos e é livre de aromáticos e enxofre. 


Aproximadamente 57 toneladas de SAF serão utilizados durante a campanha de testes, com produção na Normandia, perto de Le Havre, na França. 


O combustível de aviação sustentável também será utilizado para estudos de compatibilidade e operabilidade do motor dos Helicópteros Arrano Safran utilizados na família H160 da Airbus, que devem começar no próximo ano.


A Airbus, em colaboração com a DLR, é responsável pela caracterização e análise do impacto do combustível sustentável em solo e emissões a bordo. 


A Safran concentra-se nos estudos de compatibilidade relacionados ao sistema de combustível e adaptação do motor para aeronaves comerciais e helicópteros, bem como sua otimização para vários tipos de combustíveis que não agridem o meio ambiente. 


A empresa também realizará testes de motor LEAP em solo com o SAF em seu Villaroche. 


A ONERA está apoiando as empresas em suas avaliações sobre a compatibilidade do combustível em relação aos sistemas das aeronaves e será responsável pela preparação, revisão e interpretação dos resultados destes testes para o impacto da matéria prima sustentável sobre as emissões e a formação de contraplacado. 


A Dassault Aviation está contribuindo para essa pesquisa de comparação de materiais e equipamentos, além de verificar a suscetibilidade à biocontaminação do SAF.


O estudo – conhecido como VOLCAN (sigla de “VOL avec Carburants Alternatifs Nouveaux”, que significa voar com novos combustíveis alternativos) – contribui para os esforços globais de descarbonização, atualmente desenvolvidos em toda a indústria aeronáutica, e se beneficia de um financiamento do plano de recuperação France Relance, a parte dedicada à descarbonização da aviação, que é implementada pela DGAC (Direction générale de l’aviation civile) sob a supervisão de Jean-Baptiste Djebbari, Ministro dos Transportes da França. 


O objetivo final do estudo é promover a implantação e o uso em larga escala de SAF e a certificação da matéria prima 100% sustentável para uso em aeronaves de corredor único e na nova geração de jatos comerciais.


A Airbus é pioneira no aeroespaço sustentável para um mundo seguro e unido. 


A empresa inova constantemente para fornecer as soluções mais eficientes e tecnologicamente avançadas no setor aeroespacial, defesa e serviços conectados. 


Nas aeronaves comerciais, a Airbus oferece os aviões mais modernos e eficientes no consumo de combustível. 



A missão geral do Ministério dos Transportes é preparar e implementar a política do governo em todas as áreas relacionadas com os transportes, mas também com a aviação civil. 


Também administra as instalações das rodovias do Estado.


Dassault Aviation

A empresa acumulou uma experiência reconhecida mundialmente no projeto, desenvolvimento, venda e suporte de todos os tipos de aeronaves, desde o caça Rafale, até a família de jatos comerciais, aeronaves militares e sistemas espaciais Falcon de alto nível. 


A ONERA é o laboratório nacional francês de aeronáutica e de R&T espacial, com uma equipe de 2000 pessoas. 


Sob a supervisão do Ministério das Forças Armadas francês, a empresa tem um orçamento anual de 234 milhões de euros, dos quais mais da metade provém de contratos comerciais. 


Como especialista francês em tecnologias aeroespaciais, responde aos desafios aeroespaciais do futuro e contribui para a competitividade da indústria aeroespacial europeia. 


A ONERA domina todas as disciplinas e tecnologias em seus campos aeroespaciais. 


Todos os principais programas aeroespaciais civis e militares na França e na Europa contêm “DNA” da ONERA: Ariane, Airbus, Falcon, Rafale, mísseis, helicópteros, motores, radares, e outras.


A Safran é um grupo internacional de alta tecnologia que opera nos mercados de aviação (propulsão, equipamentos e interiores), defesa e espacial. 


Seu principal objetivo é contribuir para um mundo mais seguro e sustentável, onde o transporte aéreo seja mais amigável ao meio ambiente, confortável e acessível. 


A empesa tem uma presença global, com 79.000 funcionários e vendas de 16,5 bilhões de euros em 2020, e detém, sozinha ou em parceria, posições de liderança mundial ou regional em seus principais mercados. 


Ela empreende programas de pesquisa e desenvolvimento para manter as prioridades ambientais de seu roteiro de I&T e Inovação. 


Redação da Maré.

Anúncio




Páginas

Últimas notícias