Honda cria protótipo de motor para foguetes visando veículo de voo suborbital

> Publicado 01 novembro - Leitura Read

O presidente da divisão de Pesquisa e Desenvolvimento da companhia, sinaliza uma possível entrada da empresa no setor aeroespacial.

                          
Honda cria protótipo de motor para foguetes visando um veículo de voo suborbital

 

A montadora japonesa Honda desenvolveu um protótipo de um motor para foguetes, o trabalho deve evoluir para a criação de um veículo de capacidade suborbital, de acordo com Keiji Ohtsu, presidente da divisão de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da companhia. 


Segundo ele, a Honda enxerga o espaço como “uma área de potencial crescimento”, sinalizando uma possível entrada da empresa no setor aeroespacial.


Apesar da marca ser automaticamente atrelada a automóveis, a Honda é constituída de um grupo de várias empresas, cada uma com o seu desenvolvimento em produtos que vão desde motores para barco, geradores a gasolina e até robôs. 


Para a companhia, adotar o espaço em seu portfólio lhe parece um passo seguinte na busca pela inovação.


Segundo Ohtsu, a Honda começou a entreter a idéia de produtos vindos da engenharia espacial há cerca de dois anos, com funcionários cada vez mais jovens ingressando aos quase 200 mil funcionários da empresa pelo mundo e mostrando amplo interesse nos andamentos da indústria. 


Desde então, recursos de P&D da japonesa vêm sendo destinados ao desenvolvimento de foguetes e outros artefatos de propulsão.


O que foi apresentado no último final de semana, durante uma videochamada com dois jornalistas no Japão, porém, não teve muito detalhamento técnicos, e informações de funcionamento do foguete, foram recusadas pela equipe, que alegou que o projeto ainda está em estágios iniciais.


Entretanto, os engenheiros confirmaram que já houve um teste, após exibir um pequeno vídeo da ocasião e afirmar que a “pluma” (aquela primeira nuvem que vem logo depois da ignição) gerou diamantes de choque – um padrão visual comum a explosões de motores do tipo.


A partir daí, os engenheiros contaram sobre os planos da empresa: Segundo eles, a Honda pretende desenvolver um veículo de transporte de pequeno porte, para entregar satélites à baixa órbita da Terra.


“Pretende” sendo a palavra certa, pois Ohtsu disse que isso ainda não tem a aprovação final da empresa: o time tem permissão de continuar a pesquisa e o desenvolvimento da tecnologia com total suporte até 2025 e 2026. 



Dependendo do progresso até lá, a liderança do grupo vai liberar – ou vetar – a continuidade do projeto. 


Em caso positivo, o trabalho deve evoluir para a criação de um veículo de capacidade suborbital.


Finalizando a conversa, os engenheiros disseram que a ideia do projeto é a de simplesmente deixar a equipe técnica da empresa atuar em uma empreitada inovadora mais livre, sem as restrições comuns aos outros produtos da companhia.

 

Redação da Maré.

Anúncio




Páginas

Últimas notícias