Porto de Rio Grande: Avançam as negociações para a Hidrovia Brasil-Uruguai

> Publicado 12 novembro - Leitura Read

Porto de Rio Grande: Avançam as negociações para a Hidrovia Brasil-Uruguai
 

Com a consolidação do projeto, o Porto de Rio Grande torna-se um novo destino de ligação da produção binacional. 


O Rio Grande recebeu uma comitiva de autoridades uruguaia para avançar nas negociações para a consolidação da ligação hidroviária Brasil-Uruguai. A reunião ocorreu na quarta-feira (10).


As tratativas para consolidação da ligação hidroviária entre os países estão em desenvolvimento, e o projeto deve iniciar com a obra de dragagem e sinalização do canal São Gonçalo e da Lagoa Mirim no ano que vem.


Segundo as autoridades uruguaias, a integração hidroviária impulsionará o desenvolvimento comercial entre os países, e as exportações via Porto de Rio Grande beneficiarão a produção do norte uruguaio, que fica afastado do Porto de Montevidéu. 


De importância estratégica para o Rio Grande do Sul, a exploração fluvial via modal hidroviário é fundamental para reduzir custos logísticos e gerar economia de combustível no transporte de cargas, especialmente nas de grande volume.


Os representantes do Ministério de Transportes e Obras Públicas do Uruguai estiveram ainda no terminal logístico graneleiro Tergrasa e mantiveram reuniões na Superintendência dos Portos RS e na prefeitura municipal, para conhecer os detalhes das atividades portuárias e do plano voltado à implantação da hidrovia da Lagoa Mirim, que integra a chamada Hidrovia do Mercosul. 


A expectativa é de que até o final do mês seja apresentado um estudo de viabilidade do projeto.


O grupo, liderado pelo vice-ministro de Transportes e Obras Públicas do Uruguai, Juan Jose Olaizola, contou também com o presidente da Administração Nacional de Portos, Juan Curbelo, o diretor-geral de Assuntos Fronteiriços, Limítrofes e Marítimos do Ministério das Relações Exteriores do Uruguai, Federico Perazza, acompanhados da cônsul do Uruguai em Porto Alegre, Lilian Buonomo.

                            
Porto de Rio Grande: Avançam as negociações para a Hidrovia Brasil-Uruguai

As tratativas para consolidação da ligação hidroviária entre os países está em fase avançada, e o projeto, que deve iniciar com a obra de dragagem e sinalização do canal São Gonçalo e da Lagoa Mirim no ano que vem, foi incluído no Plano Nacional de Desestatização do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo federal, com leilão previsto para o segundo semestre de 2022.


De acordo com o superintendente dos Portos RS, Fernando Estima, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) já tem um projeto relativo à obra de dragagem e análise de mercado em execução por uma empresa privada, que deverá ser apresentado até o final do mês.


"A expectativa é que esses dados possam, definitivamente, mobilizar a iniciativa privada, junto com poder público e autoridades, para partirmos para aquilo que é necessário: sinalizar, dragar e definir o volume de carga que viabilize a manutenção dessa hidrovia. 


Para o Porto de Rio Grande é uma honra e desejo antigo, e esperamos que isso saia do papel em breve", destacou.


Segundo o prefeito de Rio Grande, Fábio Branco, o município está empenhado em ampliar as parcerias com o país vizinho. 


"Buscamos cooperações para impulsionar o desenvolvimento da nossa região e do Estado. E, nesse ambiente, é fundamental estabelecermos essa relação com o Uruguai”, afirmou.


Para o vice-ministro uruguaio, a visita reforçou as expectativas de que o projeto tenha andamento ao longo de 2022. 


"Esperamos confirmar a viabilidade da proposta, que trará ganhos aos dois lados" , completou Olaizola.


Fotos: Comunicação Portos RS/Divulgação/JC


Redação da Maré.

Anúncio




Páginas

Últimas notícias